A canceriana pode ser comparada a uma concha fechada, que se abre para o mundo apenas quando não se sente ameaçada…

Carrega riquezas preciosas dentro de si, e não hesita em se fechar quando julgar oportuno.  Afinal, ela protege o que existe de mais sagrado: a sua integridade física e moral.

Não tente fazer com que uma canceriana seja diferente; pois nem tudo o que se expõe é o mais puro e verdadeiro.

A canceriana é seletiva em tudo, e por essa razão detém um poder inequívoco de deletar o que realmente não precisa lembrar.

Sim, ela esquece o que foi irrelevante. Não é conversa fiada…

Mas, também guarda profundamente algumas lembranças, as quais realmente valem a pena ser revividas, sentidas e apreciadas.

Consegue conviver sem a necessidade de realmente se expor…

Aliás, nem tudo são flores… Mas ela sabe que é capaz de morrer acreditando que existe um universo paralelo perfeito e feliz.

Oyster-Pearl

São poucas as pessoas que conseguem extrair o néctar de sua essência.

Conviver com uma canceriana só é difícil para quem tem medo da verdade. Pois geralmente, ela não suporta falsidades e se nega a aceitar isso como regra social para uma boa convivência.

Convenções existem apenas se forem de encontro com suas virtudes, caso contrário, servem somente para serem ignoradas.

Sua opinião, nem sempre é verbalizada. Mas pode ter certeza que ela possui uma formada…

A pérola que se forma dentro da canceriana é o reflexo de toda a sua experiência de vida. Nem o caos, a discórdia e a destemperança são inibidores de sua formação.

Muitos desejam conhecê-la de fato… mas são raros os que conseguem.

Concha que se abre, concha que se fecha… que nutre dentro do seu ser os mais puros sentimentos.

O novo símbolo do zodíaco é a concha, que deixa o caranguejo caminhar de lado para formar pérolas em pensamento…

heart-815168_1280