Bom dia pessoal,

Neste final de semana eu tive a oportunidade de assistir um documentário super interessante no Netflix chamado: Tony Hobbins – eu não sou o seu guru. Realmente me emocionei e resolvi escrever um pouco sobre ele aqui no blog.

Hoje em dia é fácil constatar a proliferação de “coachings” por todos os lados, sendo que alguns infelizmente empregam técnicas superficiais, outros realmente se destacam com métodos eficazes e são esses os responsáveis por incentivar a mudança na vida de muitas pessoas. Mas também, há tantos outros que na minha modesta opinião não deveriam nem existir.

Contudo, não sou extremista a ponto de achar que esses programas são totalmente ineficazes e que só visam o lucro com a desesperança alheia. O que ratificou ainda mais a minha opinião de que ainda existem métodos e pessoas sérias, capazes e habilitadas a apresentar com propriedade uma nova visão para os problemas das pessoas foi o documentário do Tony Hobbins.

Apesar de haver uma mega produção por trás de todo o trabalho desenvolvido pelo americano Anthony Hobbins, é notável que o sistema que ele emprega realmente mexe com as pessoas. Famoso por ter dado consultas a diversas personalidades de influência política, econômica e social do mundo inteiro, tais como Bill Clinton, Nelson Mandela, Madre Teresa de Calcutá, Princesa Diana, Anthony Hopkins e outros.

Autor de diversos livros e difusor do método PNL (programação neuro-linguística), Tony é um coach e palestrante motivacional que emprega um treinamento nada ortodoxo mas que realmente mobiliza milhares de pessoas ao redor do mundo. Uma vez por ano nos E.U.A  cerca de 2.500 pessoas com problemas reais e inimagináveis conseguem uma vaga para fazer um treinamento que promete mudar as suas vidas. A cooperação entre elas em uma imersão que dura em torno de 6 dias, faz com que uma nova visão de viver seja despertada.

Vou deixar o trailer para que vocês possam entender melhor sobre o que eu estou falando. Com certeza muita gente vai se emocionar. Um abraço e uma ótima semana.