Desculpem-me pelo sumiço na última semana, mas andei viajando um pouquinho e o fato é que esse break vai render uma série de posts (rsrsrs). Pois bem, já vou começar com um assunto polêmico mas muito válido: Promoções furadas em Rivera no Uruguai.

Para quem é leitora do blog e não é do RS é o seguinte: quem mora no nosso estado e principalmente para as pessoas da fronteira (oeste) que faz divisa com o Uruguai e Argentina, comprar em Duty Free é a glória. Então, tanto pessoas da capital Porto Alegre quanto das demais regiões do Rio Grande do Sul aproveitam para fazer várias comprinhas em Aceguá, Rivera, Artigas, Santo Tomé, Chuí e Paso de los libres.

Como eu vou com maior frequência para Rivera, é de lá que eu vou falar hoje aqui. Ok?

Bom, é o seguinte, com o aumento do preço do dólar nos últimos anos, tem alguns “duty free” que colocam vários produtos em promoção e é neste momento que nós consumidoras precisamos prestar muitíssima atenção. Existem algumas lojas que reduzem o valor do dólar em itens de perfumaria por exemplo. Com frequência encontramos mercadorias que lotam prateleiras que estão com o dólar cotado por U$1,99. Até aí tudo bem, pois geralmente são marcas menos conhecidas ou produtos que já não são lançamento.

Mas tem consumidora que se acha muito esperta (confesso que às vezes sou assim) que pensa que vai fazer uma super compra se aproveitar aquela promoçãozinha (será mesmo?). Realmente podemos adquirir coisas boas por um preço menor, mas andei caindo no “conto do vigário” em Rivera algumas vezes e elenquei 3 tipos de promoções que eu não pretendo cair nunca mais (assim espero). São elas:

  • banner-1165973_1920Comprar chocolates que estão com o preço remarcado. Mas porquê se ainda não venceu?  Porque muitas vezes o lote pode estar com a qualidade comprometida devido as condições no armazenamento do mesmo. Já me atraquei a comprar kinder Bueno muito barato e quando fui experimentar estava literalmente rançoso. Eca!!!shopping-cart-1080841_1920
  • Comprar maquiagem da Chanel com um preço abaixo do concorrente. A pergunta que você deve se fazer é: Porque esse duty free está vendendo make cara por um preço mais em conta do que os outros? Vai por mim, é furada pois comprei um batom e uma caneta delineadora e ambos estavam vencidos. Geralmente a data de vencimento não vem expressa na caixa dos produtos, mas ao testá-los em casa a gente identifica o vencimento. Perceba que às vezes, o item que testamos na loja está OK, mas o produto vencido que compramos é de um lote diferente.  (veja o post: Como saber se a maquiagem venceu?). E o pior de tudo é que as atendentes tem a “cara de pau” de pedir para que a gente não comente que eles estão vendendo mais barato, por ser uma regra interna da casa e os concorrentes podem boicotar o desconto. Por que será hein? Por favor…Mas eu aprendi a lição !!!
  • E por fim, mas não menos importante é cuidar as promoções dos produtos para os cabelos, tais como Moroccanoil e Sebastian. Infelizmente, esses produtos na maioria das vezes também só possuem o número do lote, não apresentando a data de vencimento.  Isso é ruim porque esse tipo de coisa, geralmente demoramos bastante tempo para consumir. Um tubo de creme para o meu cabelo por exemplo, dura cerca de 1 ano, pois intercalo o uso com outros. Partindo da hipótese que o produto recém venceu ou que está prestes a vencer, a sua qualidade poderá ficar comprometida antes mesmo de conseguirmos findar o pote. Mas o que eu achei mais estranho foi ver que o creme de tratamento era vendido fora da caixa e sem lacre, enquanto o óleo vinha lacrado e na caixinha. Tem pormenores que precisamos prestar a atenção se não quisermos colocar o nosso dinheiro fora.

Se vocês também já passaram por outras situações de compras “furadas em promoção” e quiserem dividir comigo e as leitoras, podem deixar o seu comentário aqui. Acho que esse é um ótimo sistema de alerta para as consumidoras, que podem pensar duas vezes antes de realizar a compra.