img_5765.jpg

Ser mulher

Ser mulher é um desafio diário e constante, não somente pelo machismo que ainda existe neste planeta, mas porque nos reinventamos sempre que achamos necessário. E isso, nem sempre é fácil, porque entre o cair e o levantar existe um caminho duro e complexo para a mente feminina enfrentar.

A gente não simplifica tanto as coisas e isso acaba dificultando a nossa vida. Mas faz parte do nosso DNA, não tem como evitar.

Nos desafiamos cada vez mais para provar para o mundo e principalmente para nós mesmas que a gente consegue chegar lá. Sendo que na maioria das vezes, é um desperdício de tempo, porque no fundo, lá no fundinho a gente sabe que consegue. Então, gastar energia nesse processo, é pura bobagem.

Ser mulher é ter diferentes faces de uma mesma pessoa, que desempenha vários papéis, que supera adversidades emocionais, hormonais e biológicas (mensais). Inflamos e murchamos todos os meses, sentimos dores e seguimos em frente mesmo assim.

A mulher nunca pára e se pára, adoece da alma. Somos guerreiras e únicas com nossas diferenças e esta diversidade é sadia porque nos distingue.

Por isso mesmo, acredito que já está na hora de dar um basta nos padrões desse mundo virtual insano. Esse mundo que desagrega e transforma mulheres lindas em pessoas infelizes.

Assim, vamos adoecendo e a autoestima feminina vai se reduzindo ao pó.

Não se afetem tanto com o que vocês veem nas mídias sociais, porque nem tudo é real e nem todas as pessoas que formam opinião são saudáveis da cuca.

Não seja a próxima a adoecer, apenas seja você e aprecie o que você enxerga no espelho, mas principalmente, veja além dele.

img_5607.jpg

Clínica no Centro Hípico RL

Neste último final de semana, estive em Porto Alegre para participar da minha primeira clínica como amazona. Já fiz aulas individuais em outros lugares, mas nunca tinha feito com uma turma nivelada, onde todos fazem os mesmo exercícios. Adorei a experiência.

A clínica ocorreu no Centro Hípico RL do Rafael Lima, mais conhecido como “Foguinho”e quem nos orientou com a sua experiência foi o cavaleiro André Reichmann que monta na Bélgica.

Conheci muitas pessoas legais e o que mais me encanta é que todos nós dividimos uma mesma paixão, independentemente do nível que cada um se encontra, sejam cavaleiros e amazonas experientes ou principiantes, todos amamos indistintamente os cavalos e o hipismo. E é muito gratificante estar rodeada de pessoas que falam a mesma linguagem que a gente.

Foi uma experiência nova pra mim e muito válida. Além das dicas que recebi, eu pude ver quais são as minhas maiores dificuldades.

Queria agradecer a toda equipe do Centro Hípico RL e também as demais pessoas que prestigiaram o evento, pois fomos acolhidos e muito bem recebidos por todos.

img_5245.png

10 dicas para um 2019 incrível

“1- Use branco

Não falo da roupa. A roupa é o de menos! Use branco na alma. Não entre em disputas. Não chute cachorro morto. Entre um desaforo e uma resposta atravessada, escolha a paz.

2- Varra a casa

Do fundo até a porta. Varra tudo! Mágoas, desgostos, rancores, amores não correspondidos. Varra! Aspire! Espane! Não deixe nem poeira. Entre limpo.

3- Quebrou? Jogue fora

Se for a sopeira que você herdou da sua avó, conserte. Sua avó agradece. Mas em se tratando de amores, trabalhos, relações de todo tipo, amizades… Quebrou? Rachou? Avalie se vale guardar. Investir em quem não merece é desperdício de energia. Ponha a fila para andar.

4- Louro na carteira

Dizem que garante dinheiro. Mas se preferir um moreno, não faça cerimônia! Vá em frente.

5- Use cor amarela

A cor amarela é a cor da prosperidade. Ajuda nos caminhos do sucesso. Mas não faz milagre. Então use amarelo e trabalhe. Se esforce, estude, faça mais que o melhor possível. O melhor possível você já conseguiu até aqui.

6- Sete ondas

Aliás, pule: ondas, desaforos, prejuízos. Se não der para pular, desvie.

7- Use lingerie nova

Fala sério, isso não é só no primeiro dia do ano. Jogue fora aquela calçola velha, desbotada, furada, de elástico frouxo. É um corta-tesão danado. Pior que encosto. Sem maiores detalhes! Lixo com ela!

8- Coma lentilha, uvas, romã

Olha só, coma o que quiser. E coma, principalmente, a vida! Coma com gosto! Caia de boca! Se lambuze!

9- Não coma peru ou frango (porque ciscam para trás)

Agora vamos combinar, você gruda no passado como chiclete em cabelo, passa anos esperando o amor que já se foi, vive atrelada ao que já está desfeito? Não ponha a culpa no pobre do frango. Você cisca para trás muito mais do que ele. Caminho é em frente!

10- Não deixe roupas viradas pelo avesso

Isso se você acreditar que avessos são ruins. Não são. Avessos são nosso lado mais verdadeiro. Nossa versão mais crua. Desvire, se não quiser ficar exposta por aí. Avessos devem ser mostrados a poucos. Apenas aos que merecem.

Algumas pessoas passam a vida viradas como tartarugas de casco para baixo. Balançam pernas e braços. Aflitas, não saem do lugar.

Um ano novo começa. Mas só vale se você se desvirar. Desvire a vida, os amores, os afetos. Arrume a alma. Faxine seu coração. Ponha a vida para andar.

Vida é renda de bilro. Teçamos o ano novo com capricho. Sem nós, sem embaraços. Nos melhores caminhos e nas mais lindas cores. Teçamos a vida que vamos vestir. No nosso número, sem apertos, sem sobras inúteis. Na plena beleza do que cada um merece e pode ter.

Dois, zero, um e nove essa é a senha para o recomeço”

(Autor Desconhecido)

133da590-35b9-430a-b0e4-086629c02116.jpg

Festival Hípico Noturno

No final do mês de novembro ocorreu o tradicional Festival Hípico Noturno em Porto Alegre, no Regimento Bento Gonçalves. Considerado o evento Hípico mais tradicional e antigo do estado, mobiliza os competidores que vêm de diversos estados do Brasil.

Como a próprio nome já diz, existem provas que ocorrem durante à noite, o que torna o desafio ainda maior para os cavaleiros e amazonas que participam da competição. Isso porquê, as luzes que refletem nos olhos dos cavalos podem afetar ou não o seu desempenho. Tudo depende de cada cavalo.

Esse ano foi a primeira vez que participei do evento para competir e iniciei na categoria escola, saltando 0,60 cm. Essa prova por ser de categoria inicial ocorreu somente em 1 dia. Todas as outras da categoria escola, (0,80cm e 0,90 cm) ocorrem com 2 dias de provas.

Fiquei muito feliz com o meu desempenho, tendo em vista que comecei a praticar o esporte há pouco tempo. Concorri com 25 pessoas e fiquei em 4º lugar. Tinha chovido muito no dia anterior à minha prova, a pista estava bem molhada, estava chovendo na hora da prova, mas tudo isso faz parte e nos torna cada vez mais experientes e confiantes. #Desafiocumprido

Quem quiser saber mais sobre o esporte aqui em Santa Maria, pode deixar comentários nesta postagem ou falar comigo pelo Instagram @magnolialeal.

- Instagram -


- Siga @magnolialeal -